Festival Gastronômico Sabores da Terra de Valinhos promove aula com o chef pâtissier Arnor Porto na USF em Campinas

Usando chocolates Callebaut o premiado chef colocou a mão na massa para ensinar sobremesas e sorvetes com as iguarias da marca belga, uma das patrocinadoras do Sabores da Terra

img_3443

A tarde na companhia do chef pâtissier Arnor Porto foi doce. E deliciosa. As combinações de sabores, truques e técnicas que transformam o que parece simples em algo surpreendente tanto no visual como no paladar, impressionam até mesmo os mais experientes chefs. A aula foi realizada no espaço gourmet da Universidade São Francisco (USF), apoiadora do festival, e contou com a presença de 27 chefs dos mais renomados estabelecimentos de gastronomia de Campinas e Região. “É um prazer para a universidade receber os chefs e fazer parte dessa iniciativa inovadora que é o Festival Sabores da Terra”, pontuou Andreia Pimentel, coordenadora da Faculdade de Gastronomia da USF.

Porto antes de iniciar a aula contou um pouco de sua história de vida para explicar como surgiu a paixão pela confeitaria, ou não, já que brinca dizendo que não gosta de doce – só brinca, pois garante que ama sobremesas. “Estou na confeitaria há mais de 22 anos. Comecei aos 17 anos depois que cheguei da Bahia, onde trabalhava em uma fazenda e prometi para minha mãe que não voltaria para a vida rural. E fui logo trabalhar no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Para fugir do setor de limpeza, me candidatei a uma vaga na cozinha. Sem nenhum talento ou conhecimento, fui para o setor de confeitaria e consegui aprender as técnicas em 40 dias”, conta.

De lá para cá Porto não parou mais. E por dez anos comandou o setor de sobremesas do famoso Hotel Emiliano, em São Paulo, local em que formou uma equipe com autonomia de trabalho e de onde se desligou há dois anos. No Emiliano ganhou inúmero prêmios nacionais e internacionais e atualmente presta consultoria sobre confeitaria e dá aulas com os chocolates Callebaut, marca de chocolates belga para chefs.

Em Campinas, Porto que veio patrocinado pela Callebaut, ensinou suas técnicas para fazer um creme de caramelo salgado servido em copos de chocolate da marca, finalizado com azeite de cumarú.

img_3535

Em seguida, montou uma sobremesa completa, com sorbet de bacuri, sorvete de chocolate 66%, terra aromática – feita com farinha de castanha do Pará, cacau em pó 100%, cumaru ralado, açúcar refinado, manteiga e farinha de trigo -, ganache de chocolate e um azeite de hortelã. O resultado não poderia ser diferente: uma explosão de sabores.
“Costumo usar sempre ingredientes brasileiros com técnicas francesas. Primo pela qualidade e beleza da sobremesa. O que eu quero é que as pessoas tenham vontade de fotografar o prato antes mesmo de saboreá-lo”, comenta.

Para o chef Porto, a apresentação do doce faz toda a diferença quando o assunto é surpreender com a receita. “Valorizo muito e gosto de enfeitar. Porém, nada pode roubar o sabor. Isso é o mais importante”, garante.

img_3527

A aula do chef Arnor Porto contemplou com maestria a parte acadêmica do festival que segue até o dia 23 de outubro em 9 casas participantes na cidade de Valinhos. A programação completa está disponível no site www.festivalsaboresdaterra.com.br.

img_3548

Related posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *