Cachaça de Jaguariúna conquista cada vez mais o mercado

Os alambiques se especializaram, mas mantém o diferencial da produção em escala reduzida. Riquezas encontradas na cidade eleita para receber o Festival Sabores da Terra em março

jequitiba-rosa-e-cerejeira-podem-substituir-carvalho-para-envelhecer-cachaca-1386624968555_956x500
A cachaça tornou-se a bebida característica do Brasil. E a região de Jaguariúna, que é a porta de entrada para o Circuito das Águas Paulista, inúmeros alambiques tornaram-se referência e compõem as opções de atrativos regionais. Com produção própria de cachaça e oferecendo degustação de seus produtos, além da apresentação das bebidas, os produtores demonstram todo o processo desde as técnicas de cultivo da cana, até o engarrafamento. cachaca-artesanal-sabor-da-estancia-02-630x300Os segredos da produção de cachaça na região de Jaguariúna, acompanhados dos prazeres da degustação de variedades da bebida, como as licorosas, as envelhecidas em barris de carvalho, as tradicionais ou especiais, são um deleite para os apreciadores de cachaça, feita a partir da cana-de-açúcar.

Algumas marcas já ganharam fama, como a cachaça Jequiti, do Sítio Jequitibá, que faz a primeira bidestilada do país. Porém, o pólo de cachaça de alambique do Circuito das Águas Paulista é muito maior e constitui o maior aglomerado de produtores da bebida no Estado de São Paulo, com uma centena de alambiques instalados a partir de Jaguariúna, envolvendo também as cidades de Águas de Lindóia, Amparo, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro.

A produção da cachaça constitui uma fonte de novas perspectivas para o desenvolvimento regional de Jaguariúna, pois tem a capacidade de articulação com outros setores econômicos, como o turismo rural. Um dos atrativos para esse mercado é o investimento em bebidas artesanais, mantendo a graduação alcoólica de 38% a 48%, a 20 Graus Celsius. Essas e outras riquezas você poderá encontrar no Festival Gastronômico Itinerante Sabores da Terra que acontecerá em Jaguariúna de 18 de março a 4 de abril.

Related posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *